Navegam ao meu lado...

Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós.
Deixam um pouco de si. Levam um pouco de nós.
Antoine de Saint Exupéry

Translate to Arabic Translate to Bulgarian Translate to Simplified Chinese Translate to Traditional Chinese Translate to Croatian Translate to Czech Translate to Danish TTranslate to Dutch Translate to English Translate to Finnish Translate to French Translate to German Translate to Greek Translate to Hindi Translate to Italian Translate to Japanese Translate to Korean Translate to Norwegian Translate to Polish Translate to Portuguese Translate to Romanian Translate to Russian Translate to Spanish Translate to Swedish
Download this Cross-Cultural Communication Tool from Get International Clients

Cristo é a operação combinada — o encontro do finito com o infinito, tempo e eternidade se encontrando e se fundindo. Osho

TENHA UM TEMPO FELIZ!

"Diante da vastidão do tempo e da imensidão do universo, é um imenso prazer para mim dividir um planeta e uma época com você." (Carl Sagan)

EU ME SINTO GRATA E HONRADA...

EU ME SINTO GRATA E HONRADA...
...POR TODOS OS QUE AMOROSAMENTE SEGUEM ESTE BLOG!
"O ser integral conhece sem ir,
vê sem olhar e realiza sem fazer."

Lao Tzu

♥ BOM DIA ALEGRIA... BOM DIA SOL....a única sensação que tenho é que estou com os pés na areia...o resto de mim anda por aí em uma velocidade estonteante... e isso me dá ALEGRIA!!!

"Fala-se tanto da necessidade de deixar um planeta melhor para os nossos filhos, e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores para o nosso planeta." autor desconhecido

POIS É...

POIS É...

"...Só aqueles que compreenderam que devem procurar o infinito, o ilimitado, o que está além do tempo e do espaço, se sentem vivos, porque a vida verdadeira é a imensidão, a eternidade. Nunca vos refugieis naquilo que é acessível, limitado: abarcai o infinito e a vossa alegria também será infinita. Será a felicidade, a luz, a força, o dilatar de todo o vosso ser." Omraam Mikhaël Aïvanhov

Pesquisar este blog

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

ISTO MERECE SER LIDO POR TODOS



Nossa famíla tem por hábito trocar emails e comentários de assuntos sobre o cotidiano.

Meu marido Antonio, meu filho Carlo e um amigo do Carlo, (agora já inserido no grupo familiar),construiram um belo momento que gostaria de tornar público.

Pessoalmente estou acostumada a não prestar atenção ao lado esquerdo da vida.
St.Germain me ensinou que devemos tomar cuidado aonde colocamos nossa atenção, porém entendo que nesse caso estou contribuindo para uma chamada de consciência aos mais jovens e afoitos que pouco ou nenhum valor dão à vida.

Leiam e vejam por si.

Começou assim...


ISTO MERECE SER LIDO POR TODOS

Outro dia alguém enviou um vídeo produzido pelo proprio dono de um Porsche, que se deixou filmar sem restrições cometendo absurdos na Rodovia Anhanguera.O vídeo motivou muitos comentarios de protestos e tentativa de acionar o Comandante da Polícia Rodoviária. Mas, parece que até agora tudo ficou 'na pizza'.Vejam o post de hoje (Blog do Flavio Gomes) que fala conclusivamente a respeito e merece ser lido por todos.
Pai (António José)

13/02/2009 - 13:06
RECORDES & REFLEXÕES

SÃO PAULO (bom, isso) - O tema, baixo-astral e candente ao mesmo tempo, ajudou. A presença na home do iG também, claro. E graças ao bobinho do Porsche que tira racha na Anhanguera, este blog bateu ontem todos seus recordes de audiência. É ótimo, porque quanto mais gente for exposta a essa discussão, melhor. Não se deve ocultar a realidade, é preciso exercer a cidadania e a indignação.

Ser capaz de se indignar é a primeira e indispensável qualidade de qualquer jornalista. Mesmo que não leve a nada — meu e-mail para o comandante do policiamento rodoviário, por exemplo, foi solenemente ignorado até agora, e duvido que aconteça algo ao garotinho que guia inclinando os ombros como se estivesse diante de um console de Playstation. Mas levou à reflexão de milhares de pessoas, por mais breve que tenha sido, o que já é alguma coisa — embora seja deprimente constatar que uma parte não desprezível (numericamente) dos que se manifestaram tenha expressado um pensamento tão raso e medíocre, agressivo e hostil, defendendo o meliante e atribuindo à inveja a revolta que pautou a maioria dos comentários.

É deprimente porque acho que uma grande parte da juventude brasileira está irremediavelmente perdida, o que compromete o futuro do país. Gente que pensa assim (vocês não têm ideia da quantidade de comentários que fui obrigado a apagar; são outros bobinhos, que têm seus IPs todos registrados e poderiam levar lindos processos na telha) não tem solução e me faz pensar que a máxima da Elis, não confie em ninguém com mais de 30, precisaria ser invertida, hoje. Não confie em ninguém com menos de 30, isso sim, claro que com as exceções de sempre. Mas noto que especialmente nas grandes cidades o perfil de boa parte da molecada é exatamente esse: matem, atropelem, briguem, desrespeitem, foda-se.

São os verdadeiros rebeldes sem causa, expressão até simpática, cunhada numa época em que havia muitas causas para se rebelar contra, e aqueles que se rebelavam sem causa alguma eram divertidos e anárquicos. Hoje essa gente rebela-se contra o quê, mesmo?

Se fossem capazes de se autoanalisar, entenderiam que se rebelam contra o vazio de sua existência, a pobreza de seus propósitos, a incapacidade de encontrar objetivos de vida, a falta de sentido em tudo que fazem. São prisioneiros do hedonismo e do exibicionismo, portadores de um vácuo absoluto, bestas quadradas que passarão pelo mundo deixando pouco mais do que uma página no Orkut e uma produção literária repleta de “aes”, “blzs”, “vlws”, “intaums” e “akis”.

A internet é um barato, sem dúvida. Sabendo usá-la, com todos seus defeitos e imprecisões, uma ferramenta que pode mudar o mundo. Mas cada vez que passo diante de uma lan-house e observo que 100% dos computadores estão conectados no Orkut com jovens que gastam horas diante da tela trocando “aes”, “bjuuusss” e “blzs”, constato que não está servindo para nada. Não há exatamente inclusão digital, nisso. Há, sim, a globalização e padronização da babaquice e da inutilidade, ócio em estado bruto.
Sorte de quem se salvar disso.

*******************************************************

O comentário do Carlo Antonio:

Essas coisas são boas para aprendermos/reforçarmos à separar o "joio do trigo". Infelizmente, parece que o joio têm aparecido em maior quantidade...
Há tempos que venho reparando e refletindo sobre a atitude das pessoas em nossa sociedade e quanto mais faço isso mais fico chocado com os acontecimentos. Em alguns momentos julguei que pelo fato de estar envelhecendo eu talvez estivesse começando à inverter minha opinião sobre o que é certo ou errado, do que é bacana ou "careta". Cheguei à algumas teorias sobre isso mas nada justifica os fatos que tenho encarado.

Incrivelmente, a cidade que escolhi para viver, que parecia tão pacata e inofensiva está mostrando muito mais do que São Paulo esse tipo de "violência sem causa" no trânsito. Pra vocês terem uma idéia, tenho evitado em sair com meu carro...

Outro dia presenciei "ao vivo e à cores" um acidente entre dois veículos que se chocaram de frente em uma avenida que passa atrás de onde moramos. Na verdade achei que demorou para eu presenciar isso pois todos os dias assisto à idiotices potencialmente perigosas no trânsito. Um dos carros era um Astra-táxi e levava, além do motorista, mais dois passageiros. No outro, um Uno, um rapaz com a "roupa" dessa geração "sem causa/sem nada". Eu vinha de bicicleta pela ciclovia da avenida e por muito pouco não sobrou pra mim. O Uno tentou fazer uma ultrapassagem pela contra-mão em alta velocidade (isso é "normal" naquela avenida...) e perdeu o controle batendo de frente com o Astra. Eu fui a primeira pessoa que chegou ao local. O que vi foi horrível e me fez refletir muito sobre todas as situações perigosas em que já estive dentro de um carro, guiando ou não.

Sinceramente, nós que somos pessoas "do bem" e "com causa" não avaliamos 100% das circunstâncias envolvidas em atitudes perigosas. Imaginem essa geração "PlayStation", que aprende tão facilmente à matar despropositadamente diante da tela do videogame... OK, concordo que se fôssemos considerar todos os riscos envolvidos em viver, seria melhor não vivermos. Mas tudo tem seus limites. Acidentes acontecem mas imprudência é provocada.

Esse vazio nas pessoas têm se mostrado cada vez mais em diversas situações e parece que está piorando.

Posso enumerar um lista enorme de situações em que o desrespeito, a indiferença, a ignorância entre outros tantos adjetivos foram a causa da minha indignação. Mas o pior é quando você percebe que não há como aplicar um adjetivo pois o fato não comporta nem isso de tão vazio que ele é.

O que fazer diante disso?

Pra quem não assistiu ainda o idiota que nem trocar de marcha sabe:
http://www.youtube.com/watch?v=FWpCLXJuQV8

******************************************************

Comentário de António José:

São muito poucos os comentarios conscientes que existem por aí a respeito dessa realidade. Por isso fiz destaque ao post do jornalista Flavio Gomes e faço também ao seu ponto de vista. Graças a Deus podemos enxergar essas coisas, mas alguns dirão; "Eles são frutos da nossa própria sociedade e da época".Pô, mas nós também somos e sabemos distinguir o que é construtivo ou não!
Pai

*******************************************************
Comentário do Fabio:

Uma das poucas coisas que me "confortam" vendo tudo isso acontecendo à nossa volta, é o fato de termos a liberdade de escolher como vivemos: sermos justos ou não, sermos consciêntes ou não, sermos felizes ou não... e por aí vai...

A escolha é unicamente nossa - vale lembrar que também somos herdeiros dos nossos atos e responsáveis pelas consequências desses atos. Esses alucinados nunca ouviram falar em consequência - o que importa é o agora, é a manobra "radical" e que se dane se depois da curva tiver uma família voltando de um passeio e houver um acidente...

Quanto a isso uma segunda coisa me conforta: a oportunidade que temos de educar os "nossos" - seja com lições e principalmente com os nossos exemplos.

Ainda não sou pai, mas sou tio de uma turminha enorme (os filhos dos meus amigos também são meus sobrinhos... hehe...) e faço questão de dar bons exemplos, contribuindo para que nós não os vejamos "aprontando" e se envolvendo nesse tipo de situação.
Eu acredito que a "briga" é boa e vale o esforço.

**********************************************************

E o seu comentário sobre isso qual é?

***************************************************

Blog do Flavio Gomes




* Todos os direitos reservados.
Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citada a autoria.
CAMPANHA DE DIREITOS AUTORAIS - APOIE E DIVULGUE ESSA IDÉIA

7 comentários:

Isa Grou disse...

Olá Astrid,


Esse realmente é um assunto delicadíssimo para se comentar...a coisa é tão complexa, não é verdade??
Entender o que se passa em cada mente(humana) é difícil...
Tento fazer "a minha parte", espalhando exemplos bons, energias boas...me aprofundando no autoconhecimento dia-após-dia...


Ah...escrevi um e-mail p/ vc, viu!

Bjs.

Astrid Annabelle disse...

Isa eu não costumo me "ligar" nesses assuntos cabeludos. Mas concordo que precisamos dar um bom exemplo...pois contagia!
Que a juventude anda perdida por aí isso anda e às vezes não é só a juventude em si mas, pessoas que se esqueceram de crescer....
Respondi ao seu email,OK?!
Um beijo agradecido por sua colocação.
Astrid
P.S.O Flavio Gomes já está sabendo desse post e gostou...é claro!rs,rs,rs...ele detem a liderança dos blogs do IG...56 mil e muitos clicaram no post acima!!!!!Isso é que é audiência!!!!

António Rosa disse...

Astrid,

Um assunto que atravessamos por ele com extremo cuidado. Muito complexo. Apreciei imenso. Fui lá ver o post.

Gostei muito desta tua frase: «Pessoalmente estou acostumada a não prestar atenção ao lado esquerdo da vida.»

Beijo

Astrid Annabelle disse...

Meu amigo António!
Levei algum tempo pensando se deveria fazer este post...que na realidade vem na contra mão do fluxo normal do NAVEGANTE.
Mas como o primeiro impulso foi de publicar segui meu coração...
Como terapeuta sei que se algum fato desse entra em nossa vida lá está um ponto a ser avaliado. Todos os aqui envolvidos tem algo a ver com tudo isso! Um excelente exercício de auto conhecimento. Cabe agora a cada um procurar sua trilha no processo. Se quiser, é claro!
A frase que gostou é a mais pura verdade. Não presto atenção às coisas feias da vida...tenho mais o que fazer e, muito mesmo, com o lado bom e bonito da existência.
Mas as sombras existem e de vez enquando é necessário encará-las.Mesmo porque sem sombra não se define a luz!
Agradeço sua participação e a oportunidade que me patrocionou para escrever tudo isso!
Um beijo.
Astrid

manzas disse...

Chegar aqui e ver tamanha beleza
Numa pagina que fermenta alegria…
É sonhar acordado e voar na leveza
De poetizar tudo… porque tudo é poesia

Uma semana de paz e alegria…

O eterno abraço…

-MANZAS-

Astrid Annabelle disse...

Manzas!
Suas poesias nos estimulam a dar continuidade à aventura que é a vida!
Um beijo.
Astrid

Anônimo disse...

Amiable brief and this mail helped me alot in my college assignement. Say thank you you seeking your information.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

FLORES SÃO SEMPRE UMA ALEGRIA...

FLORES SÃO SEMPRE UMA ALEGRIA...
imagem google imagens