Navegam ao meu lado...

Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós.
Deixam um pouco de si. Levam um pouco de nós.
Antoine de Saint Exupéry

Translate to Arabic Translate to Bulgarian Translate to Simplified Chinese Translate to Traditional Chinese Translate to Croatian Translate to Czech Translate to Danish TTranslate to Dutch Translate to English Translate to Finnish Translate to French Translate to German Translate to Greek Translate to Hindi Translate to Italian Translate to Japanese Translate to Korean Translate to Norwegian Translate to Polish Translate to Portuguese Translate to Romanian Translate to Russian Translate to Spanish Translate to Swedish
Download this Cross-Cultural Communication Tool from Get International Clients

Cristo é a operação combinada — o encontro do finito com o infinito, tempo e eternidade se encontrando e se fundindo. Osho

TENHA UM TEMPO FELIZ!

"Diante da vastidão do tempo e da imensidão do universo, é um imenso prazer para mim dividir um planeta e uma época com você." (Carl Sagan)

EU ME SINTO GRATA E HONRADA...

EU ME SINTO GRATA E HONRADA...
...POR TODOS OS QUE AMOROSAMENTE SEGUEM ESTE BLOG!
"O ser integral conhece sem ir,
vê sem olhar e realiza sem fazer."

Lao Tzu

♥ BOM DIA ALEGRIA... BOM DIA SOL....a única sensação que tenho é que estou com os pés na areia...o resto de mim anda por aí em uma velocidade estonteante... e isso me dá ALEGRIA!!!

"Fala-se tanto da necessidade de deixar um planeta melhor para os nossos filhos, e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores para o nosso planeta." autor desconhecido

POIS É...

POIS É...

"...Só aqueles que compreenderam que devem procurar o infinito, o ilimitado, o que está além do tempo e do espaço, se sentem vivos, porque a vida verdadeira é a imensidão, a eternidade. Nunca vos refugieis naquilo que é acessível, limitado: abarcai o infinito e a vossa alegria também será infinita. Será a felicidade, a luz, a força, o dilatar de todo o vosso ser." Omraam Mikhaël Aïvanhov

Pesquisar este blog

sábado, 21 de março de 2009

Os tempos de muda

Os passarinhos quando estão na muda parecem tristes. Não sei se ficam, de fato, nunca entrevistei nenhum, mas que parecem, parecem. Costumam se recolher, ficar na deles, fazer poucos movimentos, guardar o canto. É como se voassem temporariamente para um lugar feito de quietude e necessária solidão. É como se precisassem economizar toda a energia possível para a valiosa tarefa que está sendo realizada e que não é concluída da noite para o dia, como num passe de mágica. Não dormem de um jeito e amanhecem de outro, a roupa toda bonita, prontos pra passeio. Há que se ter paciência. Nunca li nada a respeito, pura observação: convivi com muitos pássaros na minha infância, não é por acaso que eles voam com tanta frequência no meu imaginário poético.
Olhando de lá, lembro com nitidez, eu não conseguia entender por que eles ficavam daquela maneira só porque estavam trocando as penas. Deveriam se sentir felizes por ganhar roupa nova, eu imaginava nas minhas associações infantis. Por mais que tentassem me explicar o que acontecia, eu não me sentia esclarecida, achava que era pouco motivo para uma mudança de comportamento tão grande. Vai ver que isso dói, eu pensava, solidária. Olhando daqui, continuo sem ter certeza se muda de pássaro é doída, mas descobri durante o caminho, ao sentir na própria pele, que muda de gente é. Cada nova que acontece, e acontece com todo mundo de tempo em tempo.

Eu observava, lá na infância, que o momento em que os passarinhos pareciam ficar mais quietos e tristes coincidia com a fase intermediária entre a plumagem antiga e a nova, a fase do que não era mais e nem era ainda. Talvez tenham saudade da roupa desfeita, talvez se sintam envergonhados por se mostrarem nus, talvez sintam frio, talvez sintam medo de que as novas penas não nasçam, tudo isso passava pela minha cabeça ao vê-los cabisbaixos, sem cantar. Não sei o que, de verdade, acontecia no coraçãozinho deles, mas acho que a fase intermediária da mudança de pele da alma é a mais delicada de todas no processo das mudas periódicas que acontecem com a gente. Esse lugar de profunda transformação é precioso, mas vivê-lo dá um baita medo.
Sentir o coração desnudo, tantos sentimentos à mostra, um monte de ilusões e apegos sendo dissolvidos, uma reviravolta imensa, e não contar mais com o que se desfez, nem ainda com o que está sendo tecido é mesmo assustador. Não há como retornar ao que já não existe nem como adiantar o relógio para se chegar rapidamente ao que ainda não é. Experimentar na própria alma a força terna e tecelã da vida, ao mesmo tempo em que nos sentimos tão frágeis, é um desafio que requer paciência, toda gentileza e muita fé. As novas flores já moram nos brotos, mas ainda não desabrocharam. A chuva de renovação está dentro das nuvens, mas elas ainda não verteram. A borboleta já voa na crisálida, mas ela ainda nem se deu conta da novidade de ter asas.
Aprendi com os pássaros, e reaprendo sempre comigo, que o tempo da muda sempre passa, como acontece com tudo. Que vale a pena confiar na chegada do novo que a natureza tece, silenciosamente, para todos os seres, e que ele chega, por mais que às vezes demore um pouquinho e até pareça que não. Que a mudança é o que existe de mais natural, inevitável e necessário para toda forma de vida, apesar do nosso grande receio do desconhecido. Que até o novo nascer é necessário viver essa travessia feita de espera, promessa e espanto com a máxima sabedoria e generosidade que conseguirmos.
Que até o novo nascer há que se ter cuidado com a delicadeza desse momento de desapego ao que não é mais e de esperança pelo que será.
As árvores floridas viveram seus invernos, ficaram nuas, quem sabe sentiram frio à beça, mas, olhando para elas, quem diz?

Ana Jacomo


* Todos os direitos reservados.
Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citada a autoria.
CAMPANHA DE DIREITOS AUTORAIS - APOIE E DIVULGUE ESSA IDÉIA


Bookmark and Share


2 comentários:

maria de fátima disse...

Olá Astrid que lindo e é tudo tão verdade.Beijinhos e um bom domingo.

Astrid Annabelle disse...

Eu só posso concordar com você Maria de Fátima!
Tenha um lindo domingo!
Beijos
Astrid

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

FLORES SÃO SEMPRE UMA ALEGRIA...

FLORES SÃO SEMPRE UMA ALEGRIA...
imagem google imagens