Navegam ao meu lado...

Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós.
Deixam um pouco de si. Levam um pouco de nós.
Antoine de Saint Exupéry

Translate to Arabic Translate to Bulgarian Translate to Simplified Chinese Translate to Traditional Chinese Translate to Croatian Translate to Czech Translate to Danish TTranslate to Dutch Translate to English Translate to Finnish Translate to French Translate to German Translate to Greek Translate to Hindi Translate to Italian Translate to Japanese Translate to Korean Translate to Norwegian Translate to Polish Translate to Portuguese Translate to Romanian Translate to Russian Translate to Spanish Translate to Swedish
Download this Cross-Cultural Communication Tool from Get International Clients

Cristo é a operação combinada — o encontro do finito com o infinito, tempo e eternidade se encontrando e se fundindo. Osho

TENHA UM TEMPO FELIZ!

"Diante da vastidão do tempo e da imensidão do universo, é um imenso prazer para mim dividir um planeta e uma época com você." (Carl Sagan)

EU ME SINTO GRATA E HONRADA...

EU ME SINTO GRATA E HONRADA...
...POR TODOS OS QUE AMOROSAMENTE SEGUEM ESTE BLOG!
"O ser integral conhece sem ir,
vê sem olhar e realiza sem fazer."

Lao Tzu

♥ BOM DIA ALEGRIA... BOM DIA SOL....a única sensação que tenho é que estou com os pés na areia...o resto de mim anda por aí em uma velocidade estonteante... e isso me dá ALEGRIA!!!

"Fala-se tanto da necessidade de deixar um planeta melhor para os nossos filhos, e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores para o nosso planeta." autor desconhecido

POIS É...

POIS É...

"...Só aqueles que compreenderam que devem procurar o infinito, o ilimitado, o que está além do tempo e do espaço, se sentem vivos, porque a vida verdadeira é a imensidão, a eternidade. Nunca vos refugieis naquilo que é acessível, limitado: abarcai o infinito e a vossa alegria também será infinita. Será a felicidade, a luz, a força, o dilatar de todo o vosso ser." Omraam Mikhaël Aïvanhov

Pesquisar este blog

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Família é prato difícil de preparar

Família é prato difícil de preparar. São muitos ingredientes. Reunir todos é um problema, principalmente no Natal e no Ano Novo. Pouco importa a qualidade da panela, fazer uma família exige coragem, devoção e paciência. Não é para qualquer um. Os truques, os segredos, o imprevisível. Às vezes, dá até vontade de desistir. Preferimos o desconforto do estômago vazio. Vêm a preguiça, a conhecida falta de imaginação sobre o que se vai comer e aquele fastio. Mas a vida, (azeitona verde no palito) sempre arruma um jeito de nos entusiasmar e abrir o apetite. O tempo põe a mesa, determina o número de cadeiras e os lugares. Súbito, feito milagre, a família está servida. Fulana sai a mais inteligente de todas. Beltrano veio no ponto, é o mais brincalhão e comunicativo, unanimidade. Sicrano, quem diria? Solou, endureceu, murchou antes do tempo. Este é o mais gordo, generoso, farto, abundante. Aquele o que surpreendeu e foi morar longe. Ela, a mais apaixonada. A outra, a mais consistente.


E você? É, você mesmo, que me lê os pensamentos e veio aqui me fazer companhia. Como saiu no álbum de retratos? O mais prático e objetivo? A mais sentimental? A mais prestativa? O que nunca quis nada com o trabalho? Seja quem for, não fique aí reclamando do gênero e do grau comparativo. Reúna essas tantas afinidades e antipatias que fazem parte da sua vida. Não há pressa. Eu espero. Já estão aí? Todas? Ótimo. Agora, ponha o avental, pegue a tábua, a faca mais afiada e tome alguns cuidados. Logo, logo, você também estará cheirando a alho e cebola. Não se envergonhe de chorar. Família é prato que emociona. E a gente chora mesmo. De alegria, de raiva ou de tristeza.


Primeiro cuidado: temperos exóticos alteram o sabor do parentesco. Mas, se misturadas com delicadeza, estas especiarias, que quase sempre vêm da África e do Oriente e nos parecem estranhas ao paladar tornam a família muito mais colorida, interessante e saborosa.Atenção também com os pesos e as medidas. Uma pitada a mais disso ou daquilo e, pronto, é um verdadeiro desastre. Família é prato extremamente sensível. Tudo tem de ser muito bem pesado, muito bem medido. Outra coisa: é preciso ter boa mão, ser profissional. Principalmente na hora que se decide meter a colher. Saber meter a colher é verdadeira arte. Uma grande amiga minha desandou a receita de toda a família, só porque meteu a colher na hora errada.O pior é que ainda tem gente que acredita na receita da família perfeita. Bobagem. Tudo ilusão. Não existe Família à Oswaldo Aranha; Família à Rossini, Família à Belle Meuni; Família ao Molho Pardo, em que o sangue é fundamental para o preparo da iguaria. Família é afinidade, é a Moda da Casa. E cada casa gosta de preparar a família a seu jeito.Há famílias doces. Outras, meio amargas. Outras apimentadíssimas. Há também as que não têm gosto de nada, seriam assim um tipo de Família Dieta, que você suporta só para manter a linha. Seja como for, família é prato que deve ser servido sempre quente, quentíssimo. Uma família fria é insuportável, impossível de se engolir.

Enfim, receita de família não se copia, se inventa. A gente vai aprendendo aos poucos, improvisando e transmitindo o que sabe no dia a dia. A gente cata um registro ali, de alguém que sabe e conta, e outro aqui, que ficou no pedaço de papel. Muita coisa se perde na lembrança. Principalmente na cabeça de um velho já meio caduco como eu. O que este veterano cozinheiro pode dizer é que, por mais sem graça, por pior que seja o paladar, família é prato que você tem que experimentar e comer. Se puder saborear, saboreie. Não ligue para etiquetas. Passe o pão naquele molhinho que ficou na porcelana, na louça, no alumínio ou no barro. Aproveite ao máximo.

Família é prato que, quando se acaba, nunca mais se repete.
Francisco Azevedo - Dramaturgo e Roteirista
(Trecho do Livro “O Arroz de Palma)

RESUMO DO LIVRO O ARROZ DE PALMA
Romance que trata da imigração portuguesa para o Brasil no século XX, este livro narra a saga de uma família em busca de um futuro melhor, superando todas as dificuldades. Nos cem anos acompanhados da vida desta família, irmãos brigam e fazem as pazes. Uns casam e são felizes; outros se separam. Os filhos ora preocupam, ora dão satisfação. Tudo sempre acompanhado pelo arroz jogado no casamento dos patriarcas da família, em 1908, e que serve de fio condutor a esta história.

ASTRID ANNABELLE / MA JIVAN PRABHUTA


* Todos os direitos reservados. Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citada a autoria.CAMPANHA DE DIREITOS AUTORAIS - APOIE E DIVULGUE ESSA IDÉIA
Bookmark e Compartilhe

48 comentários:

António Rosa disse...

Astrid

Que lindo post. Não conhecia o autor, nem o livro.

Recomendo que visite aqui:

http://liaks25.blogspot.com/

:)))))

Beijos

Astrid Annabelle disse...

António querido!
Como conseguiu ser tão rápido????
Você viu o post antes de eu conseguir visualizar!!!
Já vi o mimo lá no post da Lia!
Acho que andei distribuindo mel aos anjos!!!rss
Não disse que vivo em estado de Graça?
Um beijo grande
Astrid Annabelle

Bordados e Retalhos disse...

Que texto lindo Astrid. tanta verdade contada de forma simples com ingredientes que a gente bem conhece. Bjs

Glorinha L de Lion disse...

Eu o li já há algum tempo e é realmente um livro belíssimo! E o que ele repete como um mantra durante todo o livro é a mais pura verdade: família é um prato difícil de preparar! Vale a pena e muito, ser lido! Beijo grande,

António Rosa disse...

Astrid

Eu vinha da Lia para lhe deixar o recado do post dela, quando percebi que estava entrar este texto. :)))

Agora, sim, até amanhã.

Bloguinho da Zizi disse...

Astrid

Uma forma muito especial de "falar" da família.
Gostei.

Ah, dia 16 estarei te seguindo.
Beijo
Alzira

Lu Souza Brito disse...

Olá Astrid, tudo bem?

Que post familiar saboroso. Muito interessante a abordagem. Minha familiaé do tipo apimentadíssima, mas volta e meia tem uns mete colher que bota quase tudo a perder, ahahahah.

* Viu só que choveu na terça o dia inteirinho (na Ilha pelo menos) e na quarta cedo que estava voltando o sol estava de rachar a cuca? Mas eu tinha que voltar - com sol ou chuva então, reclamar pra que né????

Um mega beijo!

maria chainho disse...

boa noite astrid!!! que lindo texto este seu sobre familia... adorei e isso mesmo naõ existem familias perfeitas.existem as nossas familias.beijinhos.

Astrid Annabelle disse...

Você viu Giovanna?
Pois eu não conhecia este livro. Recebi este texto por email e achei muito próprio para esse tempo!
Ele, o autor, tem toda a razão!
Beijo grande e muito agradecido por sua visita.
Astrid Annabelle

Astrid Annabelle disse...

Glorinha querida
E eu vou querer ler o livro inteiro. Andei pesquisando no Google e me empolguei com o que li!
Agora recomendado por você já vai ser logo que o lerei.
Um beijo gostoso querida!

Astrid Annabelle disse...

Amanhã estarei conferindo seu post convite para a entrevista!
Durma com os anjos António!
Mais um beijo grande.
Astrid Annabelle

Astrid Annabelle disse...

Eu achei o mesmo Zizi!
Então dia 16 conversaremos!!!Vai ser muito animada a festa, pode apostar!
Beijo grande querida!
Astrid Annabelle

Astrid Annabelle disse...

Você me fez sorrir, LU!
Hoje pensei em você...estava para ir ao seu blog, mas passei o dia fazendo uma análise numerológica (que ainda não terminei). E eu tenho prazo para entregar!

Fiquei feliz que chegou bem!
Pois é menina, choveu e chove nesse momento. Hoje sem trovoada...apenas chuva fininha!
Ubachuva...não é a toa , não é?
Um beijo enorme e o nosso encontro está escrito nas estrelas...mais cedo ou mais tarde acontecerá.
Astrid Annabelle

Astrid Annabelle disse...

"Existem as nossas famílias"!!!!!
Sim e como!!!!
Maria um dia eu li que família é um encontro de almas que tem muito a ensinar um ao outro...e pelo lado pesado...rss
Beijo grande querida.
Astrid Annabelle

Eliane Gonçalves disse...

Oi Astrid,


Extremamente inteligente!!!!!

Muito bom!

Eliane.

Astrid Annabelle disse...

Eliane querida!
Foi o que achei. Muito bom.
Um beijo gostoso e muito agradecido por sua visita!
Astrid Annabelle

Tati Pastorello disse...

Astrid, que texto ótimo! Eu não conhecia e achei bárbaro. Família é mesmo tudo isso, e é sempre à moda da casa, sem dúvida.
Fiquei curiosa sobre o livro. Vou procurá-lo por aqui.
Beijos.

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

Astrid como uma pessoa consegue destrinchar uma família assim tão bem?????????
KKKKKKKKKKK ACHEI MUITO ENGRAÇADO ESSE TEXTO!

VOU VER SE ENCONTRO O LIVRO DEVE SER MUITO BOM!BEIJO

Astrid Annabelle disse...

Família à moda da casa é ótimo Tati!
Sabe eu me diverti pensando nas reuniões familiares que tivemos entre os parentes por parte do meu marido...tudo italiano!!! Tutti buona genti!!!
Coisa de louco, sô!
Mas que é engraçado isso é.
Também quero ler o livro inteiro. Li apenas algumas partes.
Mas tem gosto de quero mais.
Um beijo gostoso e feliz por sua visita.
Astrid Annabelle

Astrid Annabelle disse...

Você resumiu bem Eliana...destrinchou a família e temperou!!!!hahaha
Vamos ler. Depois a gente fala o que achou, OK?
Beijo grande querida! E agradecido.
Astrid Annabelle

lolipop disse...

Querida Astrid,
Simplesmente fiquei apaixonada pelo texto e cheiinha de vontade de ler o livro (não conhecia sequer o autor). Família é receita complicada, sim. Umas mais do que outras.
O meu retrato varia consoante a máquina for utilizada por meu pai ou meu irmão...(risos).
Talvez eu abuse no piripiri...
E imagine quem vai receber a família este Natal...euzinha, neste momento a tentar tornar o meu caos organizado mais apresentável...livros em vez de bibelôs é coisa que meu pai não entende...
Bem, vou comprar uma colher de pau nova e misturar e temperar com a maior boa vontade...vamos ver!
Adorei o post!
Desculpa o desabafo...
TERNURAS

Manuela Freitas disse...

OLá querida Astrid,
Depois de teres deixado comentário no meu post, estou aqui e achei este texto fantástico, no meu também afloro a família. Realmente toda junta é um prato complicado!..
A família para mim está em primeiro lugar, mas todos têm as suas idiossincrasias e por vezes pegam-se por coisas de nada. Eu sempre faço o papel de «calmante», palavrinha a um, palavrinha a outro, será por eu ser libra (balança)? Só sei que fico extremamente exausta!..
Presentemente estamos a viver em Portugal uma situação difícil a nível económico, com muito desemprego, pessoas licenciadas, que não arranjam emprego (tenho alguns casos na família) e os ânimos andam muito revoltosos!
Vamos lá a ver se tudo vai correr bem!...
Como sempre fizeste um post óptimo, com uma perspectiva diferente do que é usual escrever nesta altura!
Beijinhos,
Manú

Cantinho She disse...

Ando fazendo dieta de família, minha querida, por isso que nesse Natal vou ficar na minha com Deus! ;)

Beijo, beijo!
She

William Garibaldi disse...

Amiga Astrid, se reunir minha familia toda tem que colocar alucinógeno no peru! risosssss
Na foto lá de casa eu tinha saído o chato mas me tornei o arauto da liberdade!... ( que bonito! )
Super Poético este trecho:
"Mas a vida, (azeitona verde no palito) sempre arruma um jeito de nos entusiasmar e abrir o apetite." Bom mesmo!
Que grande sacada...
Vou seguir os conselhos dos temperos...!
Arrazou na escolha do post!
Beijos de Luzinhas de Natal!

Astrid Annabelle disse...

Loli é bom poder falar o que se sente, não é?
Sabe eu não aprecio o Natal do jeito que está.
Principalmente estas reuniões forçadas...eu "tô" fora!!!
Comprei uns presentinhos para os meus netos e só...e eles receberão aqui em casa ao lado da árvore que o pequeno Raphael enfeitou com todo o capricho próprio da idade dele...mas ficou linda!
Ceia se tiver será em outro endereço...rsss
Mexa bem sua colher por aí!!!
Um beijo grande
Astrid Annabelle

orvalho do ceu disse...

Oi, querida Astrid
Hoje resolvemos falar de família... Legal!!!
"Família é afinidade"... Concordo inteiramente!!!
Bjm

Astrid Annabelle disse...

Manú querida!
Achei o texto pertinente pois por trás dos beijos e abraços e desejos de Boas Festas ocorre toda essa desordem invariavelmente em muitas famílias.
Fulano que discutiu com Beltrano...etc.etc.etc.
Aí acontece uma pausa para troca de presentes muitas vezes acompanhados daqueles sorrisos amarelos para logo em seguida continuar o segundo round!!!!
Isso é certo.
Lamento que em Portugal esteja se vivendo esta crise que mencionou.
Espero de coração que tudo se normalize em breve.
Um beijo grande querida!
Astrid Annabelle

Astrid Annabelle disse...

Dieta de família é bom, hein She?
Mas são momentos. Acaba que tudo passa...e passa mesmo.
Um beijo gostoso
Astrid Annabelle

Astrid Annabelle disse...

William, meu amigo,
colocar alucinógeno no peru!?! rsssss
Muito louco...hehehe
Às vezes dá vontade não é?
Tem família que merece...psiu!calada!!!!rsss
Abreijos de luz
Astrid Annabelle

Serginho Tavares disse...

Pato, marreco e parente só serve pra sujar a gente!

Ótimo post e obrigado pela gentileza no blogue do nosso querido António!

Beijos

Astrid Annabelle disse...

Olá Rosélia!
Sem dúvida nenhuma!
Este é um assunto muito delicado. Estamos brincando aqui, mas no fundo deve ser levado a sério...devemos aprender com tudo. Inclusive o relacionar-se em família. Uma lição difícil...admito!
Um beijo grande querida.
Astrid Annabelle

Astrid Annabelle disse...

Serginho Serginho...quase caí da cadeira de tanto rir!!!!
Foi um prazer ter participado e conhecido você um pouco mais.
Adorei que veio me visitar.
Um beijo agradecido.
Astrid Annabelle

Beth/Lilás disse...

Astrid, minha amadinha!
Eu também já li este livro e adorei!
Emprestei-o em seguida à Glorinha que também o leu e amou.
Este autor, relativamente novo ou pouco conhecido, nos surpreendeu com alusões, comparações e uma estória linda de amor e das mais sinceras intenções que cada membro de uma família tem e que muitas vezes não pratica.
Lindo post!
bjs cariocas

marcelo dalla disse...

Querida!!!
Taí um texto escrito com maestria. Se este cozinheiro cozinha tão bem quanto escreve...
Fiquei com vontade de ler o livro!
bjossssss

Astrid Annabelle disse...

Beth querida!
Direto de Petrópolis, acertei?
Pois eu amei este texto. Andei lendo outros trechos do livro e tenho certeza absoluta que irei comprá-lo em breve.
Gostei demais.Não o conhecia. Me enviaram por email.
Fala a verdade...família é família!!!
Um beijo gostoso de Ubachuva...agradecido!
Astrid Annabelle

Astrid Annabelle disse...

Marcelo!
É isso...simplesmente isso! Maestria! Quem tem o dom tem!
Eu adorei. Também quero ler.
Um beijo grande querido.
Astrid Annabelle

HSLO disse...

Fiquei interessado pelo livro.

abraços
de luz e e paz

Astrid Annabelle disse...

Olha Hugo, parece que é bom...li vários trechos dele e gostei muito.
Beijos
Astrid Annabelle

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

nessa época esse texto é tão bem-vindo. pq todos se juntam, mas muitos apenas estão em presença física, separados, brigados entre si ou com rancores, mágoas, etc.

eu adorei o texto, fiquei com vontade de ler o livro e vou procurar.
adorei sua dica, Astrid. Aqui sempre saio mais rico, mais sábio.

bom dia

Astrid Annabelle disse...

Bom dia total Alê!
Você gostou? Que bom!
Eu amei.
É bom que estes temas familiares sejam ventilados...quem sabe assim diminue um pouco a hipocrisia e as encrencas que acompanham de maneira constante estas reuniões de família!
Eu espero que sim.
Também quero ler o livro.
Um beijo grande na sua alma querido!
Astrid Annabelle

Siala disse...

Astrid amei o texto! Não conhecia o autor nem o livro.
É...familia é um prato cheio...de tudo! Continua sendo o meu calcanhar de Aquiles...
Namasté!

Astrid Annabelle disse...

Siala bom dia!
Ainda bem que é só o calcanhar!!! Pior quando é o corpo todo!!!!rssss
Brincadeirinha...estou feliz e sabes porque!
Eu também amei o texto e quero ler o livro.
Quando precisar de colinho vem até aqui e me conta,viu????
Um beijo grandão querida!
Astrid Annabelle

pensandoemfamilia disse...

Amiga
Amei este texto e vou certamente comprar este livro que traz de forma tão interessante a idéia que família é temos, não há escolhas.
Obrigada por esta partilha tão própria ao momento que se aproxima e que nos reprta as reuniões familiares.
bjs

Astrid Annabelle disse...

Norma amiga!
Vamos comprar o livro.
Muito interessante mesmo para este momento que muitas vezes fica atrapalhado por conta das confusões familiares!
Um beijo gostoso querida!
Astrid Annabelle

António Rosa disse...

Astrid

Sorrindo e informando:

O Cova do Urso já entrou em modo stand by esperando pelo dia de amanhã, com a sua entrevista.

Uma boa noite.

António

Astrid Annabelle disse...

Meu querido António!
Agora me senti nos bastidores da TV quando avisavam que faltavam cinco minutos para entrar o programa no ar...sobe um frio pela espinha!!!rsss
Estamos quase lá!
Beijo grande e sonhe com os anjos!
Astrid Annabelle

Anônimo disse...

Oie minha querida mestra!

Realmente muito interessante esse texto da família! Eu que o diga!Sabe, segunda-feira mandei um vasinho com a plantinha Lírio da paz para minha mãe...ainda nenhuma resposta,mas tudo tem seu tempo,né?
Já tô acordada!Hehehe.Essa entrevista,hein?? :D Será um encanto!
Espero não cair na "armadilha" do sono até as 7hs!
Beijos com muito carinho!

Cris(Sua eterna aprendiz)

Astrid Annabelle disse...

Olá Cris!
Família é família!
Todos temos uma muito especial!!!rsss
Todo um gesto amoroso tem um retorno...desde que não espere por isso, viu? Se ficar esperando que os outros lhe agradeçam...espere sentada. Não é assim que funciona.
Temos que dar porque queremos dar e ponto.
Lembra disso para não se machucar!
E vamos para entrevista!!!
Beijos grandes querida!
Astrid Annabelle

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

FLORES SÃO SEMPRE UMA ALEGRIA...

FLORES SÃO SEMPRE UMA ALEGRIA...
imagem google imagens