Navegam ao meu lado...

Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós.
Deixam um pouco de si. Levam um pouco de nós.
Antoine de Saint Exupéry

Translate to Arabic Translate to Bulgarian Translate to Simplified Chinese Translate to Traditional Chinese Translate to Croatian Translate to Czech Translate to Danish TTranslate to Dutch Translate to English Translate to Finnish Translate to French Translate to German Translate to Greek Translate to Hindi Translate to Italian Translate to Japanese Translate to Korean Translate to Norwegian Translate to Polish Translate to Portuguese Translate to Romanian Translate to Russian Translate to Spanish Translate to Swedish
Download this Cross-Cultural Communication Tool from Get International Clients

Cristo é a operação combinada — o encontro do finito com o infinito, tempo e eternidade se encontrando e se fundindo. Osho

TENHA UM TEMPO FELIZ!

"Diante da vastidão do tempo e da imensidão do universo, é um imenso prazer para mim dividir um planeta e uma época com você." (Carl Sagan)

EU ME SINTO GRATA E HONRADA...

EU ME SINTO GRATA E HONRADA...
...POR TODOS OS QUE AMOROSAMENTE SEGUEM ESTE BLOG!
"O ser integral conhece sem ir,
vê sem olhar e realiza sem fazer."

Lao Tzu

♥ BOM DIA ALEGRIA... BOM DIA SOL....a única sensação que tenho é que estou com os pés na areia...o resto de mim anda por aí em uma velocidade estonteante... e isso me dá ALEGRIA!!!

"Fala-se tanto da necessidade de deixar um planeta melhor para os nossos filhos, e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores para o nosso planeta." autor desconhecido

POIS É...

POIS É...

"...Só aqueles que compreenderam que devem procurar o infinito, o ilimitado, o que está além do tempo e do espaço, se sentem vivos, porque a vida verdadeira é a imensidão, a eternidade. Nunca vos refugieis naquilo que é acessível, limitado: abarcai o infinito e a vossa alegria também será infinita. Será a felicidade, a luz, a força, o dilatar de todo o vosso ser." Omraam Mikhaël Aïvanhov

Pesquisar este blog

sábado, 1 de dezembro de 2012

Tempo de Natal


 É tempo de Natal, de novo.
*
Sou completamente avessa ao pacote chamado Natal, embora seja festeira de nascença.
Este natal recheado de perus e tem quês. De ceias ridículas que mais parecem ter saído de um vídeo clip, onde com um calor fortíssimo aqui no Brasil ceia-se alimentos de inverno.
Sim é verdade. Já participei de tudo isso... sei bem como é e posso falar com autoridade pois experimentei todas as versões mais charmosas... Natal na casa da mãe, da mamma, da nonna, da tia... de tão bons que foram este natais que o que ficou na lembrança foram as grandes comilanças e bebedeiras dos felizes participantes, sobrando para aqueles mais sóbrios a tarefa de socorrer e cuidar dos estragos causados pela azeitona da empada e pelo abuso do excelente vinho ou champagne, ou wisky, ou vodka...
Presentes? só tinham valor os mais caros, os maiores, para encher o ego dos coitados que pelo menos no instante da troca se sentiam...ah! se sentiam e se achavam!!! Pouco depois corriam para pedir dinheiro emprestado pois as contas tinham ficado altas demais... presentes comprados a prazo...
E o melhor de tudo que se perguntado fôsse sobre o por que da festa do Natal, a resposta era rápida e certeira...para reunir a família e trocar presentes....
Jesus?... dia natal?... hein?...
*
Existe também a outra versão... o natal dos pobres.... que a mídia faz questão de promover para ver quem é que vai se sentir o maior culpado por essa tristeza...
*
Pois muito bem...cada um festeja do jeito que sabe e gosta e quem sou eu para mudar a idéia dos outros, mas eu quero contar, principalmente para os meus netos que a festa do Natal, embora poucos saibam, é tremendamente mágica e encantadora. Longe das regras sociais, do dinheiro ou da falta dele, no coração das crianças a magia acontece...sonha-se com todas as possibilidades...é uma festa de aniversário de cada pequeno Jesus. 
Ninguém se importa se é ou não a data correta do nascimento... mas se importa com o tempo... é um tempo de celebração. De confraternização de troca, de poder dizer eu te amo de muitas maneiras...
 Sente-se e sabe-se... mesmo sem provas efetivas, que o Papai Noel existe... que ele anda de trenó e este trenó voa...
Trenó que vem carregado de presentes manufaturados, feitos pelos corações de quem ama...ama por amar...
Amor que faz das noites que antecedem a festa brilharem mais, piscarem mais e faz também com que os olhos das crianças irradiem alegria.
Nem verão e nem inverno, apenas um tempo bom e feliz.
Uma festa do Amor, com Amor para o Amor.

*
Era nisso tudo que eu pensava hoje enquanto meu neto caçula e eu montávamos a árvore de Natal, essa que você vê na foto,...ele que ainda está na fase do encantamento e da magia.  
 Me lembrei também de uma carta que eu li faz tempo de uma menininha chamada Virgínia:

No Natal de 1897,  uma garotinha de 8 anos, chamada Virgínia O`Hanlon Douglas, filha de um médico de Nova York, nos Estados Unidos enviou uma carta para o jornal “The Sun” com a seguinte pergunta:

                               -  “Papai Noel existe?”
O jornal através do editorialista Francis Church respondeu e publicou a carta. Foi um sucesso tão grande que o “The Sun” a publicou durante anos, sempre na época do Natal, até seu último número em 1949. O fato repercutiu na imprensa mundial, virou livro com record de vendas nos Estados Unidos.  
Ei-la aqui, para encantá-los!
                 
                           " Nós temos o prazer de responder à carta abaixo, expressando ao mesmo tempo nossa gratidão por sua autora estar entre os leitores fiéis do The Sun."

CARTA DE VIRGÍNIA

"Eu tenho 8 anos. Alguns dos meus amiguinhos dizem que Papai Noel não existe. Meu pai sempre diz, “se estiver no "Sun”, então existe!”. Por favor, diga-me a verdade: Papai Noel existe?"
                                                            Virgínia O`Hanlon Douglas    

                      "Virginia, seus amiguinhos estão errados. Eles têm sido afetados pelo ceticismo de uma era marcada pela descrença das pessoas.
                       Eles não acreditam no que não vêem. Eles não acreditam no que suas pequenas mentes não podem entender. Todas as mentes Virginia, são pequenas, não importa se são de crianças ou de adultos.
                      Neste nosso grande universo, o homem é um mero inseto, uma formiga, quando seu cérebro é comparado com o infinito mundo ao seu redor, ou quando ele é medido pela inteligência capaz de absorver toda a verdade e conhecimento.
                     Sim, Virginia, existe Papai Noel.
                     É tão certo que ele exista como existe o amor, a generosidade e a devoção, e você sabe que tudo isso existe em abundância para dar mais beleza e alegria a nossas vidas.
                   Ah! Como o mundo seria sombrio se Papai Noel não existisse! Seria tão triste como se não existissem Virgínias. Não haveria então, a fé das crianças, a poesia, nenhum romance que tornasse tolerável a existência. Nós não teríamos nenhuma felicidade, exceto em nossos sentidos. A luz acesa com a qual as crianças enchem o mundo estaria apagada.
                  Não acreditar em Papai Noel! É como não acreditar nas fadas.
                  Pode convencer o seu papai a contratar homens para ficarem vigiando todas as chaminés, na véspera de Natal, para eles pegarem o Papai Noel, mas mesmo que eles não vejam o velhinho descendo, o que isso prova?
                  Ninguém vê Papai Noel, mas isso não significa que Papai Noel não exista!
                  As coisas mais reais do mundo são aquelas que nem as crianças nem os adultos podem ver.
                  Você já viu fadinhas dançando no gramado? É claro que não! Mas isso não prova de que elas não estejam lá. Ninguém pode conceber, ou imaginar todas as maravilhas que existem, invisíveis e despercebidas, neste mundo.
                   Sim, Virgínia, Papai Noel existe!"


Francis P. Church ( 1839-1902) de The New York Sun, 21 de setembro de 1897     
 *
 *
 *
...viva e celebre com paixão, cada dia da sua vida....
*
ASTRID ANNABELLE / MA JIVAN PRABHUTA
*
TODAS AS FOTOS SÃO DE MINHA AUTORIA
* Todos os direitos reservados. 
Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citada a autoria. 
CAMPANHA DE DIREITOS AUTORAIS - APOIE E DIVULGUE ESSA IDÉIA
Bookmark e Compartilhe

13 comentários:

Lúcia Soares disse...

Que lindo, Astrid. Penso exatamente como você, quanto ao que os homens fizeram de uma celebração que era para ser linda.
Acredito em Papai Noel, como foi concebido.
Depois de alguns anos, vou montar a árvore de Natal que meu marido fêz, para que os netos se deliciem. Por eles valem todas as crenças da vida.
É muito melhor acreditar no que não vemos, do que apenas registrar o que vemos.
Beijooo!

Prof. Irapuan Teixeira disse...

Minha mestra reikiana, este texto tem duas partes que me tocaram. A primeira, escrita por você e, a segunda, a resposta do "The Sun" à menina Virgínia. Como você mesma me disse, não habitas mais este planeta! Nada mudou aqui, continuam os assassinatos, a insanidade dos humanos(?), a bestialidade dos poderosos; a descrença, a luxúria, o mercantilismo. É vero, mestra, o homem é lobo do homem! Não sei mais como contar as histórias de papai noel ou como manter o lúdico e a fantasia no imaginário de minha filha de 9 anos. Esqueci como montar uma árvore de natal e a confraternização da meia noite, como vc escreveu, não passa de comilança e ostentação de presentes; claro, fruto das propagandas indutivas e mercantilistas da televisão. "Pai, o que vou ganhar de natal?" Todos aprendem, desde pequeninos, que têm que ganhar, e o ganho tem que ser dos mais caros e reluzentes, para que o reflexo ostentativo ofusque o "presente" dos amiguinhos. Verdadeira guerra humana, criada pelos mercantilistas, ávidos, gananciosos, usurpadores. Ainda vivo por aqui, neste planeta, mas um pouco desajeitado, como se estivesse fora do meu lugar. Leio notícias, mas custo acreditar que são verdadeiras; penso que até poderiam ser ficção, mas, volto a realidade e vejo que o mundo está mesmo sendo deteriorado pelos humanos(?) que, ao mesmo tempo, destroem-se anulando a possibilidade de uma existência feliz. O Natal perdeu o significado, mas nós ainda significamos muito para Àquele aniversariante do mês; à Êle eu imploro que restaure a sanidade dos homens! Namastê minha mestra.

António Rosa disse...

Astrid,

Gostei muito do post, sobretudo aquela parte escrita por você, pois é a que me identifico, pois não é nenhuma 'construção'.

Já há muitos anos que não comemoro o Natal, é um tempo sem tempo que não me atrai.

Também me recordo do que são os Natais no hemisfério Sul, com temperatura elevadas.

Beijinho

Astrid Annabelle disse...

Bom dia Lúcia!
Apesar de ter visto seu comentário ontem à noite deixei para te responder somente hoje...estava por demais cansada com a montagem da árvore de natal com Raphael...
E pode ter certeza que este meu post foi escrito pelo coração...o "Natal" é bom nesses instantes sagrados do compartilhar do Amor, do Sonho, da Magia...
Tenho certeza que terão um tempo de natal lindo Lúcia.
Beijo grande e muito agradecido por sua visita.
Astrid Annabelle

Astrid Annabelle disse...

Bom dia Ira!
Gostaria muito que o Reiki fizesse você voltar ao mundo da magia e do sonho...
Tudo o que escreveu no seu comentário é mesmo um fato.Um triste e verdadeiro fato. E Jesus com toda a certeza irá restaurar a sanidade dos homens... eu tenho certeza disso. Quem viver verá.
Um beijo muito agradecido por sua presença e comentário...adorei...
Astrid Annabelle

Astrid Annabelle disse...

Meu querido António, Anam Cara!!!!
Seria estranho se não estívessemos em perfeita sintonia!!!

Como o Raphael vive inserido em um contesto {escola} o trabalho está em transformar os fatos em magia, encantamento...
Ele, por exemplo, discutiu com um coleguinha sobre a existência do Papai Noel. O coleguinha afirmou que o Papai Noel Não existe...no que o Raphael retrucou com ênfase...existe sim...minha vó conhece a casa dele!!! {muito sorrisos aqui}
Adoro esta magia...
Um beijo doce para o seu coração...por sua presença constante.
Astrid Annabelle

Astrid Annabelle disse...

CONTEXTO...*ops digitei errado...perdão

emiliano norma disse...

Linda mensagem. Adorei a carta que nos fala de algop maior que os nossos olhos não podem ver mas apenas o coração esperançoso.
bjs
pensandoemfamilia

Astrid Annabelle disse...

Bom dia Norma...
Sim, essa é a idéia...conduzir o pensamento para além da realidade física que é tão real quanto a dita realidade comum.
Uma carta que continua muito atual.
Um beijo grande minha amiga. Adorei que veio me ver novamente.
Astrid Annabelle

Maria Gloria disse...

Astrid,

Que lindo o Raphael conversando com seu amiguinho! Feliz é o Rapha por ter uma avó como voce, uma "abuela mágica". Tchim tchim a casa do Papai Noel!

Muito bonita a árvore! Decorada no ponto certo, magicamente colorida!

Tudo o que voce escreveu sobre o natal eu estou de pleno acordo. Há tempos, muitos tempos que o natal das comilancas, presentes e fachadas já saíram do meu tempo!

Porém, Papai Noel, duendes, fadas, especialmente bruxas dancam anualmente no meu jardim!
E hoje, especialmente hoje, voce está nele com um Condor-dos-andes no ombro, dancando com muitas esferas de cristal brilhando ao seu redor ... claro, de maos dadas com o Rapha!

Um beijao direto de Santiago do Chile s2

Astrid Annabelle disse...

Boa tarde minha alegria...boa tarde minha querida Maria Glória!
Adoro estar conversando internacionalmente com você...isso de internacional, interdimensional, multidimensional...é comigo mesmo!!!!
O Raphael, ele não gosta de Rapha,{esse negócio de me chamar de Rapha eu não gosto viu vó!!!!} {^.^}, é o máximo!!!
Pois é e eu fico aqui só corujando. kkkk

Sua visita me alegrou ...amei!!!
Curta muito a sua viagem e "podedexá" que o Condor está cumprindo sua missão direitinho!!!!
Beijão Anam Cara!!!!Inté por aí....
Astrid Annabelle

Élys disse...

Passei para lhe dar um abraço e concordo com tudo. Você explana bem sobre o Natal e é assim mesmo como você diz que acontece.

Fiquei sentido com a morte do cãozinho Tibério e já estive no Blog do António lhe dando um abraço.
Tenha um doce Natal de muita Paz e luz.
Beijos,
Élys.

Astrid Annabelle disse...

Olá Elys!
Que bom receber você por aqui... mesmo em um dia triste para quem conheceu o Tibério...imagino a dor que sente o nosso amigo António Rosa!
Com relação ao Natal é isso..aqui eu procuro dar suporte para a magia e o encantamento...mas fujo do lado comercial dos fatos e dos tem quês...
Um beijo grande e muito agradecido por seu comentário e por sua visita!
Astrid Annabelle

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

FLORES SÃO SEMPRE UMA ALEGRIA...

FLORES SÃO SEMPRE UMA ALEGRIA...
imagem google imagens