Navegam ao meu lado...

Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós.
Deixam um pouco de si. Levam um pouco de nós.
Antoine de Saint Exupéry

Translate to Arabic Translate to Bulgarian Translate to Simplified Chinese Translate to Traditional Chinese Translate to Croatian Translate to Czech Translate to Danish TTranslate to Dutch Translate to English Translate to Finnish Translate to French Translate to German Translate to Greek Translate to Hindi Translate to Italian Translate to Japanese Translate to Korean Translate to Norwegian Translate to Polish Translate to Portuguese Translate to Romanian Translate to Russian Translate to Spanish Translate to Swedish
Download this Cross-Cultural Communication Tool from Get International Clients

Cristo é a operação combinada — o encontro do finito com o infinito, tempo e eternidade se encontrando e se fundindo. Osho

TENHA UM TEMPO FELIZ!

"Diante da vastidão do tempo e da imensidão do universo, é um imenso prazer para mim dividir um planeta e uma época com você." (Carl Sagan)

EU ME SINTO GRATA E HONRADA...

EU ME SINTO GRATA E HONRADA...
...POR TODOS OS QUE AMOROSAMENTE SEGUEM ESTE BLOG!
"O ser integral conhece sem ir,
vê sem olhar e realiza sem fazer."

Lao Tzu

♥ BOM DIA ALEGRIA... BOM DIA SOL....a única sensação que tenho é que estou com os pés na areia...o resto de mim anda por aí em uma velocidade estonteante... e isso me dá ALEGRIA!!!

"Fala-se tanto da necessidade de deixar um planeta melhor para os nossos filhos, e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores para o nosso planeta." autor desconhecido

POIS É...

POIS É...

"...Só aqueles que compreenderam que devem procurar o infinito, o ilimitado, o que está além do tempo e do espaço, se sentem vivos, porque a vida verdadeira é a imensidão, a eternidade. Nunca vos refugieis naquilo que é acessível, limitado: abarcai o infinito e a vossa alegria também será infinita. Será a felicidade, a luz, a força, o dilatar de todo o vosso ser." Omraam Mikhaël Aïvanhov

Pesquisar este blog

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Permissão para ser INfeliz

 VOCÊ É HUMANO

“Estamos nos tornando uma geração de humanos 
que teme sua própria humanidade”
 ELIANE BRUM
Eliane Brum, jornalista, escritora e documentarista. Ganhou mais de 40 prêmios nacionais e internacionais de reportagem. É autora de um romance - Uma Duas (LeYa) - e de três livros de reportagem: Coluna Prestes – O Avesso da Lenda (Artes e Ofícios), A Vida Que Ninguém Vê (Arquipélago Editorial, Prêmio Jabuti 2007) e O Olho da Rua (Globo). E codiretora de dois documentários: Uma História Severina e Gretchen Filme Estrada. elianebrum@uol.com.br
@brumelianebrum (Foto: ÉPOCA)



Recomendo vivamente a leitura desse artigo na revista Época:


É sobre a necessidade que os humanos atuais têm
 de se sentirem felizes por obrigação.
Esquecem que para serem humanos normais e inteiros têm que considerar/integrar o seu lado sombra.
Diz a Eliane:
" Há alguns anos me pergunto se o “direito à felicidade”, que se tornou uma crença partilhada tanto por religiosos quanto por ateus na nossa época, tem sido causa de considerável sofrimento. Se você acredita que tem direito à felicidade, de preferência todo o tempo, ao sentir frustração, tristeza, angústia, decepção, medo e ansiedade, só pode olhar para esses sentimentos como se fossem uma anomalia. Ou seja: eles não lhe pertencem, estão onde não deveriam estar, precisam ser combatidos e eliminados. O que sempre pertenceu à condição humana passa a ser uma doença – e como doença deve ser tratado, em geral com medicamentos. Deixamos de interrogar os porquês e passamos a calar algo que, ao ser visto como patologia, deve ser “curado”, porque não faz parte de nós. É um tanto fascinante os caminhos pelos quais a felicidade vai deixando o plano das aspirações abstratas, da letra dos poetas, para ser tratada em consultório médico. E, ainda mais recentemente, como objeto do Direito e da Lei, inclusive com proposta de emenda constitucional.  

Quem acompanha esta coluna sabe que a felicidade tem sido um tema assíduo. Acredito que poucos fenômenos são tão reveladores sobre a forma como olhamos para a condição humana em nosso tempo como o “direito à felicidade”. Sem esquecer que este tema está relacionado a outros dois fenômenos atuais: a medicalização da vida e a judicialização dos sentimentos. Ou, dito de outro modo: tratar o que é do humano como patologia e dar aos juízes a arbitragem dos afetos."

Vale muito a pena dedicar uns dez minutos para este tema.
Pode ser que faça muita diferença em sua vida.

*


*
ASTRID ANNABELLE / MA JIVAN PRABHUTA
*
* Todos os direitos reservados. 
Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citada a autoria. 
CAMPANHA DE DIREITOS AUTORAIS - APOIE E DIVULGUE ESSA IDÉIA
Bookmark e Compartilhe

22 comentários:

✿ chica disse...

Tema maravilhoso! Vale muito,realmente, "perder" tempo com essa leitura e reflexão! Valeu! Precisamos! beijos,chica

Vera Braz Mendes disse...

Muito, muito bom! Tao verdade.
Bj

Astrid Annabelle disse...

Olá Chica!
Incrível não é? Precisamos lembrar que somos humanos....
Beijão muito agradecido sempre por sua presença minha querida amiga.
Astrid Annabelle

Astrid Annabelle disse...

Olá Vera.
Sim... excelente.
As sombras sempre são necessárias.
Um beijo grande minha querida. Gosto de ter você por perto.
Astrid Annabelle

MARCELO DALLA disse...

Olá amiga!!!
Taí um tema importante. Tem a ver com nos tornarmos cada vez mais conscientes... temos um floral de Bach pra isso:
AGRIMONY - Agrimonia eupatoria

Aspecto negativo: esconde uma tortura interna atrás de uma fachada de alegria. Não assume seus sentimentos.
Aspecto positivo: consegue ser verdadeiro e demonstra o que realmente sente. Espontaneidade.

bjosssssssss e um lindo fim de semana!

Astrid Annabelle disse...

Olá Marcelo!
Na realidade devemos aceitar que somos humanos e que não precisamos estar sempre felizes custe o que custar.
Podemos e devemos aprender com o lado sombra..afinal é ele que define o tamanho da nossa luz.

Conheço o floral... mesmo bom.

Tenha igualmente um final de semana gostoso meu querido...beijão agradecido por sua presença.
Astrid Annabelle

António Rosa disse...

Astrid

Gostei muito. Uma escrita inteligente.

Astrid Annabelle disse...

Bom, a Eliane Brum é uma excelente escritora antes de mais nada António. E o tema pra lá de atual.
A espiritualidade lindinha que só quer ver o lado feliz da vida se esquece que temos sombras... e que são elas que, à medida que as conhecemos, definem a nossa luz!
Beijo grande e muito agradecido por sua presença.
Astrid Annabelle

Prof. Irapuan Teixeira disse...

Temos que conviver com nosso lado sombra, sem dúvida, é ele que nos possibilita o outro lado, o da luz; ou, como disse Astrid, "são elas que, à medida que as conhecemos, definem a nossa luz!"

Também não podemos esquecer que o homem é um composto de "céu" e "inferno", cabe a cada um amordçar o seu "inferno" interior e deixar fluir o "céu"!

bjo Mestra.

Astrid Annabelle disse...

Bom dia Ira!
Hummm...eu não amordaçaria o meu "inferno"...eu o deixo falar para aprender com ele !!!
Para sermos verdadeiros é preciso.
E aprendi que quando eu não consigo escutá-lo faço a oração do perdão.
Sinto muito.
Estou perdoada.
Eu me amo.
Sou grata.

E este ano de 2013, as emoções estão em alta {ano de trabalhar as águas}!

Adorei sua presença e o seu comentário.
Beijos Professor que insiste em me chamar de mestra...(◕‿◕)
Astrid Annabelle

Luiza Azancot disse...

Gostei muito - tema importante. Vejo nos amigos e clientes sintoma do que fala quando se recusam a aceitar a depressao (nao clinica) quando as coisas correm mal e no meu entender ainda pior quando ano fazem luto, nao fazem a vazio fertil para usar uma expressao de gestalt depois de uma epoca de sofrimento.

Astrid Annabelle disse...

Olá Luiza! Bom dia!
Que alegria receber um comentário seu!
Verdade...viver o luto...isso eu sei como foi... aprender a impermanência da vida, a liberdade de ser só ...e, principalmente ter a liberdade de sentir a tristeza sem culpa.
Um beijo grande e volte sempre que desejar. Será sempre muito bem vinda!
Astrid Annabelle

Luciano Luz (Gui) disse...

Muitas pessoas se entregam à depressão por não conseguirem o equilíbrio e o entendimento de suas emoções...
Esse texto realmente muda muito o conceito da felicidade e pode ajudar muitos à se redescobrirem... "Eu mesmo faço parte desses muitos..."

Astrid, um forte abraço!

Astrid Annabelle disse...

Olá Luciano!!! Boa noite!!!
Fico feliz que serviu para você... que bom!!!
O texto é um alerta para que as pessoas parem de achar que temos que ser felizes... e só felizes... e não é assim que funciona.
Um beijo grande e agradecido por sua visita.
Astrid Annabelle

Isabel Redig disse...

Gostei muito do artigo. É realmente interessante observar que depois de um bom tempo colocando a felicidade nas mãos do outro, ficou menos frustrante Colocá-lá nos remedinhos mágicos que nos anestesiam e nos deixam dormir! São séculos de medo. muito medo da dor e do sofrimento. Um medo tão grande que nos paralisa e nos impede de olhar para dentro, com muita simplicidade e ouvir a voz de dentro nos mostrar o caminho para essa tal felicidade! E ... Os oportunistas de plantão, se aproveitam desses medos e prometem milagres! De onde vem tanto medo? Será da morte? Há muito o que refletir! Há muito o que descobrir! E se a gente arranjar um pouquinho de coragem, podemos até descobrir que não é tão ameaçador assim! Que pode ser até bem divertido?
Um abraço e obrigado pela oportunidade de reflexão!
Isabel Redig

Astrid Annabelle disse...

Olá Isabel! Boa tarde.

Fico feliz todas as vezes que recebo um comentário de um novo leitor/a!
Adorei sua visita e sua reflexão.

Sem dúvida precisamos nos livrar do modelo pré-determinado pela sociedade, e perceber novas verdades, as infinitas possibilidades da realidade. E, principalmente, nos reconhecer como humanos. Faz parte do ser humano rir e chorar.

Veja as crianças...quando riem riem plenamente .. o mesmo se dá com o choro. Apenas não carregam nem um nem outro na bagagem e sempre estão felizes!!!
Essa é a diferença...

Beijo grande e muito agradecido por sua presença.
Astrid Annabelle

Orvalho do Céu disse...

Olá, queria Annabele
Que post excelente!!!!
Saudade e obrigada porque sua oração me fez muito bem com o passar do tempo...
Nada como esperar o Tempo Divino...
Bjm de paz e orante

Astrid Annabelle disse...

Olá Rosélia!
Fiquei feliz de saber de você e mais ainda que está bem.
Que tenha mesmo sempre paz e amor no seu coração.
Um beijo por seu comentário tão carinhoso.
Astrid Annabelle

Maria Gloria disse...

Astrid, boa tarde!

Eu gostei muito deste texto da Eliane Brum. Eu penso assim mesmo, concordo!

E falo mais, há dias que não quero ser feliz e não quero ser triste, apenas quero ser ... só!

A Eliane escreve sobre temas muito interessantes ...

Um beijo minha querida Astrid!

Astrid Annabelle disse...

Maria Glória, minha querida Anam Cara!
"E falo mais, há dias que não quero ser feliz e não quero ser triste, apenas quero ser ... só!"
Tão bom poder simplesmente ser!!!!!!
Pois... nada a acrescentar.
Um beijo doce e muito agradecido por sua presença constante.
Astrid Annabelle

Luma Rosa disse...

Não é aconselhável que o homem se deixe iludir pelo entusiasmo. Mas caso esta ilusão seja um fato passado e se ele ainda for capaz de se modificar, ficará livre de culpa. Tomar consciência de uma falso entusiasmo é algo possível e muito favorável. Bom fim de semana!! Beijus,

Astrid Annabelle disse...

Bom dia minha querida Luma!
Sempre bom ter você aqui e ler a sua opinião...
Beijão no seu coração
Astrid Annabelle

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

FLORES SÃO SEMPRE UMA ALEGRIA...

FLORES SÃO SEMPRE UMA ALEGRIA...
imagem google imagens