Navegam ao meu lado...

Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós.
Deixam um pouco de si. Levam um pouco de nós.
Antoine de Saint Exupéry

Translate to Arabic Translate to Bulgarian Translate to Simplified Chinese Translate to Traditional Chinese Translate to Croatian Translate to Czech Translate to Danish TTranslate to Dutch Translate to English Translate to Finnish Translate to French Translate to German Translate to Greek Translate to Hindi Translate to Italian Translate to Japanese Translate to Korean Translate to Norwegian Translate to Polish Translate to Portuguese Translate to Romanian Translate to Russian Translate to Spanish Translate to Swedish
Download this Cross-Cultural Communication Tool from Get International Clients

Cristo é a operação combinada — o encontro do finito com o infinito, tempo e eternidade se encontrando e se fundindo. Osho

TENHA UM TEMPO FELIZ!

"Diante da vastidão do tempo e da imensidão do universo, é um imenso prazer para mim dividir um planeta e uma época com você." (Carl Sagan)

EU ME SINTO GRATA E HONRADA...

EU ME SINTO GRATA E HONRADA...
...POR TODOS OS QUE AMOROSAMENTE SEGUEM ESTE BLOG!
"O ser integral conhece sem ir,
vê sem olhar e realiza sem fazer."

Lao Tzu

♥ BOM DIA ALEGRIA... BOM DIA SOL....a única sensação que tenho é que estou com os pés na areia...o resto de mim anda por aí em uma velocidade estonteante... e isso me dá ALEGRIA!!!

"Fala-se tanto da necessidade de deixar um planeta melhor para os nossos filhos, e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores para o nosso planeta." autor desconhecido

POIS É...

POIS É...

"...Só aqueles que compreenderam que devem procurar o infinito, o ilimitado, o que está além do tempo e do espaço, se sentem vivos, porque a vida verdadeira é a imensidão, a eternidade. Nunca vos refugieis naquilo que é acessível, limitado: abarcai o infinito e a vossa alegria também será infinita. Será a felicidade, a luz, a força, o dilatar de todo o vosso ser." Omraam Mikhaël Aïvanhov

Pesquisar este blog

terça-feira, 18 de março de 2014

Em tempo....


Dois textos muito atuais e necessários...por que?
Por que os tempos são outros e o modo de compreender e apreender os temas sobre a espiritualidade mudou completamente... 
Leiam e reflitam... ah! textos escritos em português de Portugal....
                                                                                 *

*

Durante muito tempo, a forma mais usada pelas entidades de outros planos para fazerem chegar informação a esta realidade tridimensional era através da canalização. O ser encarnado funcionava como canal para transmitir a informação que era necessário fazer passar naquele momento; informação essa à qual, muitas vezes, nem ele mesmo estava filiado internamente. Embora canalizando, esse ser não tinha um vínculo interno com a fonte de onde a informação era proveniente. Ele era apenas um instrumento passivo, nada mais.

Hoje não nos é mais pedido este tipo de procedimento, já que os novos tempos pedem uma evolução na forma de transmitir informação de outros planos. A canalização é algo antigo e perigoso para os tempos de hoje, já que, pela facilidade de canalizar as informações mais variadas - e hoje as portas estão todas abertas e a informação tropeça nos nossos pés, repetindo-se até à exaustão, tal a abundância de fontes, seja nas mensagens recebidas, nos livros escritos ou até mesmo no acesso aos akashas de outros planos -, tanto podemos canalizar a luz como as trevas. Hoje, qualquer ser ou egrégora do plano astral, com a maior das facilidades, tal é a nossa sede e o nosso desejo por informação e conhecimento, pode-se travestir numa entidade multidimensional e transmitir os textos mais inspirados. O importante não é, por isso mesmo, a informação, mas sim a radiação e esta só é possível em processos de Sintonização, seja esta com os nossos núcleos internos ou com alguma entidade específica, e nunca pela canalização.

Enquanto na canalização existe o desejo e a vontade humana de transmitir informação, muitas vezes pelo protagonismo e pela visibilidade que isso trás, na sintonização é o Mestre que escolhe o ser para passar uma mensagem ou uma radiação específica. Não existe aqui nenhuma interferência humana. O ser apenas tem que estar disponível sem nada querer ou desejar. Às vezes numa sintonização não é necessária a palavra, apenas a emissão da energia que é tudo aquilo que verdadeiramente importa. Energia essa que não tem a necessidade de se apresentar, pois a sua assinatura é essa mesma radiação, nada mais.

Este processo de sintonização é algo de muito belo, pois significa que aquele discípulo foi aceite pelo Mestre, passando a integrar a sua aura. Ele não é mais um instrumento passivo que transmite informação, ele é um elemento ativo em união com o Mestre de tal forma que a sintonização se torna uma fusão entre ambos. Naquele momento eles são um só, e aquilo que está a ser transmitido, seja pela palavra seja pela emissão de energia, é o resultado dessa união sagrada em que Mestre e discípulo se fundem em função de um propósito mais alto. Aqui não há espaço para nenhum tipo de interferência, já que o processo é interno, ao contrário da canalização em que as interferências acontecem constantemente, tanto por parte da personalidade do canal e suas limitações, como por parte de entidades que do plano astral buscam protagonismo e alimento devocional ao se apresentarem sobre a capa de mestres conhecidos.

Quando este processo interno de união entre discípulo e Mestre acontece, o discípulo passa a ser a mensagem. Enquanto na canalização o ser pode transmitir informação espiritual que ele mesmo não cumpre, por contrariedades várias da sua própria personalidade e do seu ego, na sintonização isso não é mais possível, pois aquele ser passou a integrar a aura do Mestre e por isso mesmo ele é UM com esse mesmo Mestre. Ele é aquilo que ele emite, sem distorção alguma. E esta é a verdadeira instrução.

Esta forma de intimidade é de tal modo profunda que deixa de ser importante para o discípulo saber a origem dessa sintonização ou o nome do Mestre ao qual ele está vinculado, que muitas vezes não é consciente para si, e isto não é mais importante porque, em essência, tudo é uma única expressão de Vida e assim sendo não há mais a necessidade de um autor por detrás da mensagem, mas sim ficar na energia e na radiação que as palavras, ou o silêncio, transmitem. Ao actuar desta forma, o discípulo está a desastralizar todo o processo e a eliminar todas as formas-pensamento e interferências em torno do mesmo, tornando este, límpido e directo.
Que busquemos pois, essa intimidade, essa união, muitas vezes realizada secretamente sem que o ser tenha consciência disso, mas a isso estando vinculado pela radiação que passa a emitir através da palavra, da acção e do silêncio. Ele é agora Um com o Mestre que desconhece formalmente, mas que internamente está ligado por laços que não podem mais ser desfeitos. E este é o caminho directo para a elevação espiritual e para a instrução verdadeira.

Tudo o mais são formas antigas que não devem ser estimuladas, pois prendem-nos ao passado e escravizam-nos em egrégoras muito pouco evolutivas.
Paz Profunda,
Pedro Elias
Este texto faz parte do livro  

*
*
— Depreendo do que acabou de dizer que todos os seres trazem consigo, na sua essência, as linhas ou as directrizes para orientarem a vida de forma a que a sua missão, neste mundo, seja ela qual for, se cumpra, é isso?
*
— Sem dúvida, da mesma forma que a semente contém em si a árvore, na qual se irá transformar. Contudo, se para uma semente o terreno seco poderá ser aquele que permitirá que floresça, para outra poderá ser um terreno húmido. Se, para uma semente, a estação ideal para despontar poderá ser a Primavera, para outra, poderá ser o Verão. Se, para uma semente, o lugar ideal para nascer poderá ser a planície, para outra, poderá ser a montanha, ou o deserto, e aquilo em que cada uma dessas sementes se tornará um dia será sempre um mistério. Por isso, temos que ter sempre o cuidado de não impôr um modelo, pois corremos o risco de estar a dizer à semente de feijão que tem que se transformar em trigo, não respeitando o ritmo interno que já está codificado na sua essência e que irá conduzir aquele processo rumo ao destino que lhe compete manifestar, pois nem nós, nem ela, sabemos que tipo de semente ali se encontra.
*
» — Que possamos compreender que não existem dois caminhos iguais, nem nenhum livro ou palavras de algum mestre nos poderão falar desse caminho. Que a experiência do caminho percorrido por esse mestre seja um factor de profunda inspiração para nós, não para que o sigamos, mas para que encontremos em nós o nosso próprio caminho, da mesma forma que esse mestre encontrou o seu — ele fez uma pausa, ficando em silêncio enquanto olhava as pessoas presentes. Um silêncio profundo onde ele criava o espaço interno necessário para que a Alma se expressasse em cada uma das suas palavras. 
E logo continuou.
 *
excerto do livro 
A Chave de Andrômeda de Pedro Elias


 
***

*ASTRID ANNABELLE / MA JIVAN PRABHUTA*

IMAGENS GOOGLE IMAGENS
* Todos os direitos reservados. 
Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citada a autoria. 
CAMPANHA DE DIREITOS AUTORAIS - APOIE E DIVULGUE ESSA IDÉIA

4 comentários:

António Rosa disse...

Lindos textos, como sempre, os Pedro Elias.

Astrid Annabelle disse...

Olá meu querido António!
Estamos reforçando o que é mais do que necessário espalhar...e o Pedro Elias é um dos autores que, igualmente como nós, fala com muita propriedade sobre tudo isso.
Adorei sua visita ...
Beijo grande e muito agradecido.
Astrid Annabelle

Maria Gloria D'Amico disse...

Querida Astrid,

São textos importantes, oportunos e tem o meu pleno acordo: começo, meio e fim.

Como eu gosto do que Pedro Elias escreve, pela simplicidade, pela delicadeza e por sempre me encontrar ou reencontrar. Vibro demais quando ele escreve sobre o silêncio!

Um beijão amore mio!

Astrid Annabelle disse...

Olá minha querida Maria Glória!
Sentimos o mesmo..uma sintonia pura!
Esse Silêncio eu senti na beira do lago em Dornes, PT. A mensagem que ensina que não devemos mais ficar falando e sim SER, EMANAR por estar inserida na Luz.
Simples assim...
Um beijo grandão Anam Cara, agradecendo sua presença constante.
Astrid Annabelle

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

FLORES SÃO SEMPRE UMA ALEGRIA...

FLORES SÃO SEMPRE UMA ALEGRIA...
imagem google imagens